Tuesday, October 27, 2020


ITALVA RJ


Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Italva
  Município do Brasil
Símbolos
Bandeira de Italva
Bandeira
Brasão de armas de Italva
[[Brasão|Brasão de armas]]
Hino
Apelido(s) “Cidade do Quibe”
Gentílico italvense
Localização
Italva está localizado em: Brasil

Italva

Localização de Italva no Brasil

Mapa de Italva

Coordenadas 21° 25′ 15″ S 41° 41′ 27″ O
País Brasil
Unidade federativa Rio de Janeiro
Municípios limítrofes Bom Jesus do Itabapoana, Cambuci, Campos dos Goytacazes, Cardoso Moreira, Itaperuna e São Fidélis
Distância até a capital 345 km
História
Fundação 12 de junho de 1986 (33 anos)
Aniversário 12 de junho
Administração
Prefeito(a) Margareth de Souza Rodrigues Soares (PP, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 296,174 km²
População total (Censo IBGE/2010[2]) 14,063 hab.
Densidade 0 hab./km²
Clima Tropical (Aw)
Altitude 36 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000[3]) 0,724 — alto
 • Posição 77º
PIB (IBGE/2008[4]) R$ 114 386,237 mil
PIB per capita (IBGE/2008[4]) R$ 7 890,88

Italva é um município do estado do Rio de Janeiro, no Brasil. Localizado a 36 metros de altitude, conta com uma de população de 14 063 habitantes (2010)[2]. É considerada a “Cidade do Quibe” por ter sido, em parte, colonizada por imigrantes sírio-libaneses que trouxeram sua cultura para a cidade, principalmente a culinária.

Topônimo

“Italva” é uma junção da palavra tupi itá, “pedra”, com a palavra portuguesa “alva”. Significa, portanto, “pedra branca”, numa referência à abundância de calcário em seu subsolo[5][6].

História

Primitivamente, a região era habitada por índios puris e goitacazes. No século XIX, passou a ser ocupada por latifundiários. Por volta de 1850, não havia vilas nem povoados na região. O acesso à mesma era feito pelo Rio Muriaé.

Em 1873, foi criado o distrito de Santo Antônio das Cachoeiras de Muriaé, em alusão às cachoeiras da região, pela Lei Provincial 1 937, de 6 de novembro de 1873 e deliberação estaduais de 25 de outubro de 1890 e de 10 de agosto de 1891, bem como pelos decretos estaduais 1, de 8 de maio de 1892 e 1-A, de 3 de junho de 1892, subordinado ao município de Campos dos Goytacazes. O nome do distrito, em 1911, passou a ser Cachoeiras. Posteriormente, assumiu a denominação de Monção, seguida de Puris até 9 de outubro de 1944, quando passou a chamar-se Italva.

O distrito foi elevado à categoria de município com a denominação de Italva pela Lei Estadual 999, de 1986, desmembrado de Campos dos Goitacazes[7].

Referências

  1. [3]

Ligações externas

Ícone de esboço